#UX #UI

Visual Design

Segurança para quem quer investir por conta própria
Cada vez mais conteúdos relacionados a investimentos de renda fixa são simplificados para o usuário comum. Com blogs e diversos apps, você consegue entender o básico sobre investimentos conservadores, mas para quem quer ir mais a fundo e investir em renda variável, há falta de conteúdo qualificado e com linguagem simples. Pensando nesse público, que cada vez mais se alimenta de conteúdo rico, a Climbe se posiciona como referência no mercado para quem quer aprender a investir no mercado de ações por conta própria.
Função no Projeto: Estratégia, pesquisa, interface E COORDENAção. 
UX JUNIOR: Rudá Gândara​​​​​​​
O desafio
A linguagem no meio de investimentos de renda variável, sempre foi muito elitizada, com expressões em inglês e pouca explicação. Então, o nosso desafio aqui foi entender a necessidade do usuário e trazer a resposta em forma de conteúdo, para assim, diminuir a distância entre o interessado e o conteúdo.
O cenário

Em março de 2020 o ambiente para investimentos se tornou muito mais desafiador, com os mercados sendo obrigados a reconhecer que a crise causada pelo coronavírus será muito mais prolongada do que o que antes foi antecipado. Então é um momento de cautela, onde quem tem interesse de investir quer se aprofundar bastante antes de tomar qualquer decisão e quem nunca investiu, está desconfiado. 
Pesquisa​​​​​​​
Até então, no mercado não existia uma solução que cobrisse todos os pontos que a Climbe queria oferecer. Então entendemos que os concorrentes seriam indiretos, através de funções e serviços específicos. Como uma das necessidades que o cliente apontou, seria a criação de um app, buscamos referências para fazermos uma pesquisa de mercado. Cinco concorrentes foram analisados e escolhemos duas que, segundo nossos parâmetros, são as mais fortes.
Com alguns pontos definidos, através de algumas entrevistas com o  Stakeholder entendemos que ele queria alcançar um público específico: Adultos, que tem uma renda extra todo mês e querem investir, mas não tem o conhecimento técnico profundo. 
Pensando nisso, criamos protopersonas e lançamos uma survey e uma série de entrevistas com público indicado para validar se nossas finalmente personas.
Survey feita para validar personas
Após validação via survey e uma série de entrevistas, chegamos as personas. 
A solução
Após validar e entender as necessidades dos usuários e do negócio, separamos insights, trabalhamos taxonomias e a arquitetura da informação, identificamos que o público era carente de um app que entregasse de forma facilitada conteúdo de qualidade e e que passasse a segurança que eles precisavam em um momento tão singular e instável. 
Para a estrutura, fizemos um card sorting para agruparmos cada conteúdo e função, de uma maneira que fizesse sentido na aprendizagem do usuário.
Fluxo do App
O App
Landing Page
Como estratégia de lançamento, lançamos uma landing page para substituir o site antigo da Climbe, com informações sobre app e como centralizador para divulgação nas redes.
O que aprendemos com isso?
Neste projeto, aprendi que mesmo em um mercado tão disputado e inseguro como o de investimentos, a palavra-chave é conhecimento, ele pode trazer a segurança que os investidores iniciantes procuram. Mas para entender isso, foi preciso um bom posicionamento e acima de tudo, escutar as necessidades dos usuários. 

Você pode gostar

Back to Top